domingo, 19 de junho de 2022

Resenha The Boys Season 3: Soldier Boy na área e Capitão Pátria no Poder (Episódios 4 e 5)

(Palco sendo montado para Capitão Pátria vs Soldier Boy?)


A série The Boys segue em sua terceira temporada onde Brutus (Karl Urban), Hughie (Jack Quaid) Leitinho (Laz Alonso), Francês (Tomer Capon) e Kimiko (Karen Fukuhara) continuam atrás do que aconteceu com Soldier Boy (Jensen Ackles) enquanto a Luz Estrela (Erin Moriaty) tem que lidar com o Capitão Pátria (Anthony Starr) cada vez mais enlouquecido, além da guerra de bastidores entre a direção e os próprios membros. Abaixo a resenha dos episódios quatro e cinco, onde temos uma ascensão política do Pátria e a caça ao Soldier Boy tem uma grande reviravolta que pode acabar de vez com a equipe de Brutus.


O quarto capítulo se mostrou muito de bastidores, pois tem toda uma conspiração e armação do Pátria em tomar o lugar de Edgar (Giancarlo Esposito), além do que foi mostrado no final do anterior onde os The Boys vão a Rússia tentar descobrir a arma que matou o Soldier Boy, e claro que dá tudo errado, pois o composto V age novamente entre os membros e para piorar eles libertam o Soldier que estava preso tem muitos anos... Fora um acontecimento com a Kimiko. Do lado dos Sete, tem uma grande tragédia que vai abalar a Luz Estrela. Muito da relação entre Edgar e Victória, fora Profundo (Chase Crawford) e Trem-Bala (Jessie T. Usher) que continuam irritando em suas jornadas... Porque com a ascensão do Capitão; O sofrimento da Luz Estrela; E o Soldier Boy encontrando os The Boys... As tramas desses dois membros ficam cada vez mais desinteressantes. O final do episódio mostra toda a crueldade do Pátria, deixando claro que nada pode segura-lo, por enquanto.


O quinto tem as consequências das ações na Rússia, onde abre outro mini arco com o Francês e a Kimiko, essa que sofre mudanças depois do encontro nada amigável com Soldier Boy, além da antiga patroa do francesinho, a Nina (Katia Winter)... Esse núcleo está desprendendo eles do objetivo principal, e parece só estar enchendo linguiça. Já o Leitinho está cada vez mais em rota de colisão com Brutus, assim como Luz Estrela com Hughie, ainda mais com o composto V na jogada. Maeve (Dominique McElligott) dá as caras e vai sofrer. Nesse quinto capítulo não temos muito o Pátria atuante, dos Setes o que mais tem algo a mostrar é o Trem-Bala em uma cena que vai terminar em tragédia para ele, aliás, o mesmo também é culpado pela morte no episódio anterior, então fica uma mistura de sentimentos sobre o personagem. Quanto ao Soldier Boy... ele se mostra uma grande aquisição, mas incluído em pequenas dosagens... esse jeito dele e as consequências do final do quinto capítulo deixam em aberto e com certa curiosidade como isso vai refletir nos verdadeiros heróis da série. Foram dois bons episódios, intensos, reveladores e trágicos. O próximo está prometido a tão famosa orgia dos Metas que acontece nas HQs, vamos acompanhar como isso vai ser adaptado, mas o que interessa mesmo é o potencial do Soldier Boy em um possível confronto contra o Capitão Pátria e como Brutus vai lidar com isso. 

Resenha única dos episódios 1 ao 3: Clique aqui.

Imagens para divulgação fornecidas por assessorias ou retiradas da internet 
  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: contato.parsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

G13 Advertising

Publicidade

ParsaGeeks

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks