Destaques

Newsletter

sábado, 4 de janeiro de 2020

Crítica Cinema | Frozen 2

(Respostas que valem bilhões
By Alan David


Sinopse: Por que Elsa (Idina Menzel) nasceu com poderes mágicos? A resposta está chamando-a e ameaçando seu reino. Com Anna (Kristen Bell), Kristoff (Jonathan Groff), Olaf (Josh Gad) e Sven, ela partirá em uma jornada tão perigosa quanto notável. Em “Frozen”, Elsa temia que seus poderes fossem demais para o mundo. Em “Frozen 2”, ela deve torcer para que sejam o bastante. O elenco original de dubladores também conta com Sterling K. Brown, Evan Rachel Wood, entre outros. A continuação da maior animação em bilheteria na história do cinema no mundo chega novamente com a direção de Jennifer Lee e Chris Buck. Produção e distribuição nacional da Disney. Estreia 02 de janeiro de 2020. Para assistir ao trailer, clique aqui.

Frozen 2


O primeiro Frozen chegou aos cinemas no final de 2013 (2014 no Brasil) e em pouco tempo se tornou um sucesso assombroso, tanto em bilheteria, como merchandising.  Foram premiações cinematográficas, inclusive no Oscar 2014 e principalmente pela música 'Let it Go' que ecoa por todos os cantos do mundo até hoje. Sem esquecer dos produtos da franquia que estampam principalmente as irmãs protagonistas e o Olaf com chaveiros, copos, brinquedos e tudo que você possa imaginar, inclusive na pirataria com os famosos ambulantes anunciando "A Boneca da Frozen". Sucesso visual e musical que se somou a um roteiro que apesar de adaptado de um conto antigo "A Rainha da Neve", as alterações do seu original tornou a trama diferente, no qual sai o romance da princesa com o príncipe... entra um amor de irmãs, uma jornada de descoberta e um resgate na base de uma estruturação familiar necessária para tirar dos tradicionais contos de fadas. Após seis anos, o retorno com a mesma equipe de produção tem como objetivo manter o sucesso e explorar mais de onde vem todo esse poder da Elsa.


A trama tem inicio estranho, já que o grande segredo desse novo longa para falar a verdade nem era tão segredo assim, já que entrega de cara e você fica esperando uma outra resolução que daria um plus e um impacto maior na relação das irmãs, mas como a Disney é a Disney, ela usa o caminho mais suave de resolver as coisas, até porque é uma animação infantil que atinge um publico principalmente de meninas muito grande, talvez mexer em toda a estrutura dos laços de sangue fosse também embaralhar as cabecinhas delas, mesmo assim, uma outra solução seria também interessante. Dito isso, tudo segue meio que sem grandes impactos, temos Olaf e suas cenas engraçadas o tempo todo e enfim a origem dos poderes da Elsa e o porque deles existirem. Se no primeiro ela era a grande ameaça, agora seria a solução, já que o lugar que ela reina que é Arendelle corre perigo de algo que sequer é mencionado no filme anterior, aliás aqui meio que a narrativa corre novos caminhos, sem muito se importa com o que ficou para trás. Tudo segue colorido, dinamicamente do jeito dele e subtramas sem muita importância, até culminar em um final que sinceramente foi simples demais, não foi ruim, mas por todo uma construção estrutural da tal enorme "ameaça", meio que ficou no mesmo alinhamento da solução do primeiro Frozen.


Todo o arco que envolve o grupo e novos personagens é retratado com belos cenários e uma gama ampliada de movimentos e cores que dão um espetáculo visual bem interessante e esperado da Disney. Sobre as canções no qual temos muitas... a principal da Elsa sinceramente não sei dizer se vai conseguir superar 'Let it Go', em principio não, já as outras canções são nas construções de certas cenas que algumas deixam a desejar, seja com o Kristoff que dramatiza algo que não era para tanto, como uma da Anna que se contradiz na cena seguinte a música. Isso sendo mais crítico, porque o filme tem o mérito de oferecer um roteiro a ser mais bem analisado, só que aos olhos das crianças é tudo muito funcional. Dublagem nacional é praticamente a mesma do primeiro, não desagrada, exceção ao Porchat na voz do Olaf, não gostei na época e não gostei muito agora, ainda mais porque o bonequinho de neve com nariz de cenoura tem bem mais tempo de tela, mesmo ressaltando que ele deu uma moderada no tom de voz conhecido dele de gritar o tempo todo. Frozen 2 traz uma aventura corriqueira que mergulha em um narrativo mar calmo, sem grandes aspirações que não seja usar toda a almagama visual, musical e estrutural que funcionou antes e atualizar em uma animação tecnicamente mais potente de uma história sem grandes surpresas que não seja tentar divertir as crianças, talvez alguns prêmios cinematográficos e faturar bilhões com bilheteria e licenciados, tudo isso rodando no básico.

Obs.: Biografias de atores e filmes IMDB. As imagens foram disponibilizadas pela assessoria da distribuidora do filme.
  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: contato.parsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks