Destaques

Newsletter

sábado, 29 de junho de 2019

Crítica Cinema | Annabelle 3: De Volta para Casa

(Muita enrolação e poucos sustos)


Sinopse: O casal Warren, Lorraine (Vera Farmiga, Godzilla 2: Rei dos Monstros) e Ed (Patrick Wilson, Aquaman) aprisionam a demoníaca Annabelle na casa deles aonde ela não poderá perturbar ninguém... O tempo passa e em um belo dia quando a casa estava apenas com a filha do casal, Judy (McKenna Grace, Capitã Marvel) e sua babá (Madison Iseman, Jumanji: Bem Vindo à Selva), além da amiga dela (Katie Sarife)... Annabelle é libertada, agora todas correm perigo, porque além desse ser do mal, outros monstros irão atormentar as meninas. Longa que faz parte do "Demonverse" de Invocação do Mal, Annabelle, Freira e Chorona, tem direção de Gary Dauberman. Produção e distribuição da Warner Bros.

Annabelle 3: De Volta para Casa (Annabelle Comes Home)


Já virou um grande universo compartilhado que já mencionei nas críticas dos filmes anteriores, então vamos para o que foi apresentado em Annabelle 3, só ficou a surpresa de adiantarem esse longa e deixarem 'Invocação do Mal 3' para o ano que vem e nem sinal de 'O Homem Torto'. O inicio é muito interessante com o casal Warren, impressionante como Vera Farmiga e Patrick Wilson são essenciais para essas produções. O mistério, suspense e ambientação com eles envolvidos é outro nível de qualidade, mas depois que deixa na mãos das jovens, fica um negócio muito enrolado e chato até que comece ao que sempre foi a marca registrada da boneca maligna, o susto atrás de susto.


O roteiro prezou dessa vez em trabalhar as interações das meninas e desenvolver cada uma delas e as motivações que serviriam para quando Annabelle entrasse realmente em ação, só que demora tanto que deixa uma gordura de quase uma hora do qual quase nada acontece. Depois disso, a coisa anda, já que além da bonequinha, ainda temos outros elementos do mal que podem ser usados em filmes futuros. Tem alguns bem interessantes como um Samurai e uma Noiva. Dessa vez não são tantos sustos, são promessas dentro de uma trilha de terror, mas poucas vezes se forem levar em conta os longas anteriores da franquia. A narrativa vai trabalhando as meninas para que elas tenham um desespero maior e um nível de evolução dentro daquela situação, já que estão em um ambiente fechado cheio de itens endemoniados.


Algumas coisas são questionáveis, como tudo é muito imediatista para libertação da boneca da sua proteção, dentro da personagem Daniela (Sarife) fica imediatista demais... Ela até tem suas motivações, mas dentro de um roteiro forçado para a trama ter seu plot. Além disso, temos uns lances isolados que desafiam a inteligência do espectador, poderia ser melhores elaboradas para trazer o susto ou a tensão necessária. Ao fim disso tudo, temos uma solução até satisfatória, pois no corre corre de adolescentes e uma criança, em alguns pontos consegue se sobressai, acima de tudo, mesmo não entregando tanto, a narrativa tem o crédito de envolver você naquela situação, mesmo não tendo os sustos agudos outrora feito em Annabelles anteriores.


Assim como a maioria desses filmes, são gravações em ambientes fechados, mas dessa vez praticamente em uma locação só, como é a casa dos Warrens e sabemos a quantidade de coisas que eles já aprisionaram que estão por lá, então a direção de arte e fotografia trabalham de forma a explorar melhor essa situação. A trilha sonora sempre são envolventes nesses tipos de histórias, assim como a edição se não inventar, acaba não comprometendo. Os efeitos visuais são bons, mas nada chamativo, não deve ter sido uma produção cara, talvez por isso veio a frente de um terceiro Invocação do Mal, quando o esperado era ao contrário. Direção fez o básico, mas a gordura que tem quase a metade da trama deixa meio desinteressante, apenas ficando a expectativa de que uma hora a coisa ia andar. Sobre o elenco... Vera Farmiga e Patrick Wilson são os alicerces desse "Demonverse", com eles o filme é outra coisa, tanto em qualidade como interesse. O elenco das meninas e de um menino tem hora que mistura umas bobeiradas tipo 'Malhação' e no geral não entregam muito do que precisava deles nessa trama, achei um casting jovem fraco. Annabelle 3: De Volta para Casa demora para engrenar, muito em função de uma abordagem menos agressiva no quesito sustos que tivemos em longas anteriores, depois que a coisa entra nos trilhos, vai até que bem em sua conclusão, tirando uma atitude ou outra dos personagens, que ficam forçados, mas nada que não vimos em outros longas de terror. Mas sem dúvida é o mais fraco dos três já lançados de filmes da Annabelle.

  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks