Destaques

Newsletter

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Crítica Cinema: Normandia Nua

(Comédia tranquila, mas com excesso de subtramas)


Sinopse: Um pequeno lugar na região da Normandia sofre com a crise econômica. O lugar é conhecido por exportação de carnes e essa crise está afetando demais os moradores à ponto de muitas fazendas de gado de lá estarem à beira da falência. Com a inusitada chegada  na região de Blake Newman (Toby Jones, Jurassic World: O Reino Ameaçado) um fotógrafo conhecido por tirar fotos de pessoas nuas em lugares diferentes... Fez com que o prefeito da cidade, Georges (François Cluzet, Intocáveis) visse a chance de chamar atenção da grande mídia para as dificuldades da sua cidade, pois como Blake se encantou com um campo da região... Ele quer tirar foto dos moradores nus ali e divulgar pelo mundo. O problema do prefeito vai ser convencer seu povo a embarcar nessa situação inusitada. Comédia francesa com direção Philippe Le Guay. Distribuição brasileira da A2 Filmes/Mares Filmes.

Normandia Nua (Normandie Nue)


A premissa é bem surreal e deixando claro que é uma situação de veia cômica bem escancarada. Durante toda a história nós temos o Prefeito Georges convencendo as pessoas do lugar a posarem nuas, assim como Blake Newman se impressionando com as peculiaridades rurais da cidade, sejam coisas boas ou ruins, pois acontecimentos durante a trama envolvendo vários núcleos vão afetando essa situação para que ele se encante mais ou menos pelo lugar. Falando nesses núcleos... São muitas subtramas e nem todas conseguem se sustentar. Os que envolvem diretamente os problemas da crise da carne, disputa por terreno e o alivio cômico de aceitar ou não a proposta da foto são funcionais, mas tem outras que envolve casal romântico ou um personagem que se força a morar no campo que são totalmente descartáveis e poderiam ficar de fora para diminuir a duração do filme (1h50), uma comédia soft consegue se fazer entender e rir em 1 hora e meia apenas. Essa gordura a mais deixa algumas cenas espaçadas e tempo de comédia não sequencial. A história tem coisas interessantes como mostrar o que uma crise econômica afeta certas áreas comerciais e também uma quebra de paradigma da mulher perfeita (Sim tem isso lá), pois uma dessas inúmeras tramas do filme é de uma mulher que é considerada a beldade da região e não tem um corpo que a sociedade impõe como a ideal para ser chamada de perfeita. No mais, a narrativa é tranquila, só tem excesso de situações que eram claramente descartáveis e diminuiria o inchaço da duração da trama.


Essas produções europeias baseadas em pequenas cidades sempre entregam uma bela fotografia e ambientação agradável. A parte técnica tirando a visual não tem grande chamariz. Sobre o elenco que é gigantesco devido a tantos núcleos... Destaques são mesmo François Cluzet que tem um jeito muito simpático de atuar como vimos em Intocáveis e o Toby Jones com aquele jeito comedido de atuar que funciona bem nesse papel. Do restante do elenco... Destaques são os diretamente envolvidos na decisão de tirar a foto. Normandia Nua entrega uma comédia simples e decente sobre uma história bem diferente que trabalha certos pontos atuais dentro de uma narrativa de situações de humor para se chegar à tão comentada foto, seria melhor se não tivesse tantas subtramas com tantos personagens, mesmo assim, ficou bom.

  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks