Destaques

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Crítica Cinema | Escape Room 2: Tensão Máxima

(Uma correria contra o tempo para sobrevivência)


Escape Room 2: Tensão Máxima” é a sequência do thriller psicológico que foi sucesso de bilheteria e assustou o público por todo o mundo. No novo filme, Zoey (Taylor Russell) e Ben (Logan Miller) que sobreviveram no último desafiam, se encontram presas em um trem com mais quatro pessoas para uma nova série de escape rooms, buscando o que elas têm em comum para sobreviver... e descobrindo que todos já jogaram esse jogo antes. Elenco conta com Deborah Ann Woll, Thomas Cocquerel, Holland Roden, Indya Moore, Carlito Olivero, entre outros. Direção de Adam Robitel. Produção (Junto à Columbia Pictures e Original Film) e distribuição da Sony Pictures. Estreia nos cinemas brasileiros em 16 de setembro de 2021. Para o trailer, clique aqui.

Escape Room 2: Tensão Máxima (Escape Room: Tournament of Champions)


Esse filme já estava pronto à um bom tempo, tanto que a Sony adiou seu lançamento nos cinemas algumas vezes, mas isso também acontece com tantos outros filmes... de todas as distribuidoras... que já se tornou padrão em uma época tão complicada de pandemia. Escape Room teve seu primeiro longa em 2019, do qual trouxe bons resultados de bilheteria, por isso, foi dado o sinal verde para uma sequencia. O conceito da trama é muito usado na vida real (Sem torturas, mortes e tal, claro... rs) de salas em que você precisa ir desvendando quebra-cabeças com pistas que o levam a outro ambiente, avançando... até chegar na saída. Se pesquisar na internet, verá que tem algumas empresas que oferecem esse tipo serviço para que você possa ir com seus amigos e parentes, já fui... é divertido. Dito isso, a versão cinematográfica podemos pensar assim... uma mistura de Jogos Vorazes, onde pessoas lutam pela sobrevivência, passando por desafios, até sobrar o campeão... somando isso a um Jogos Mortais, do qual as quests são de vida ou morte, não tem muito o que pensar... senão em escapar.


Mesmo sendo essa quimera de duas grandes franquias, não quer dizer que seja ruim. Como o longa tem uma duração curta (Uma hora e meia), a trama é bem simples e dinâmica, não é aquelas mil maravilhas, não tem grandes atores, mas isso não importa... o que vale é a corrida pela sobrevivência, situações difíceis do qual eles precisarão sair... e a forma que a narrativa simples se põe dentro do roteiro para que eles possam morrer. Para não ser tão automático, a protagonista Zoey tem a função de descobrir de onde vem essa organização que prepara esses escapes mortais, só não dá tempo de se aprofundar no assunto... tenta ali buscar respostas no final, sem grandes resultados. Ao fim... nada demais, só que o tempo passou rápido e mesmo sem acontecer coisas muito interessantes... diverte em vários momentos, até para vermos como eles saem de cada situação de vida ou morte que são colocados. Ah, não precisa se preocupar em ter visto o primeiro, pois no inicio do filme ele gasta um tempo ali para explicar tudo que aconteceu no longa anterior. Os efeitos não são ruins não, apesar de se arriscar pouco para algo visual em efeitos que não sejam práticos. O elenco é fraquinho, mesmo os protagonistas, mas roteiro não exige muito, então... bola para frente. Escape Room 2: Tensão Máxima traz a mesma pegada do primeiro, tenta ali dar uma encorpada no mistério dos criadores desses jogos, só que avança pouco, mas entrega uma correria e situações tensas de sobrevivência que são até decentes. Um filme para passar o tempo.

Imagens fornecidas pelas assessorias ou retiradas da internet para divulgação/Biografias usadas são da IMDB
  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: contato.parsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks