sábado, 27 de outubro de 2018

Cinema 525# Miriam Mente

Miriam Mente (Miriam Lies)


Miriam (Dulce Rodríguez) é uma garota de pais mestiços que está prestes a fazer sua festa de aniversário de 15 anos. Por um bom tempo ela trocou mensagens com um garoto na internet, quando chegou a hora de conhece-lo, ela descobriu que ele também era negro, a menina entra em conflito interno e passa a fugir dele, assim como mentir sem parar sobre a origem do rapaz, seja para seus pais, como também para os amigos. Miriam irá se questionar e descobrir que o preconceito não vem apenas de fora, como dentro de casa também. Filme da República Dominicana com direção de Natalia Cabral e Oriol Estrada. Está em cartaz dentro da 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (ParsaGeeks está credenciado para o evento), longa não tem distribuidora e nem previsão se chegará aos cinemas do Brasil.


Uma história simples, mas bem pontual que toca apenas de leve na ferida do preconceito. Aqui temos uma menina negra, da mesma etnia do pai e com sua mãe sendo branca, além do plot dela ficar decepcionada e se questionando sobre o que os outros vão pensar do seu namorado até então virtual, já que a menina vive em um ambiente de classe alta e de um preconceito social grande, não tem praticamente mais nada. O longa é basicamente só isso, Miriam vai se esquivando dos contatos do garoto que não sabe o porque ela o está evitando depois de meses de namoro virtual (imagina-se passar em uma época de pouco acesso a webcam ou chamada de vídeo), além disso poderia ter explorado melhor fato do pais serem separados, mas como disse, o roteiro só tem foco em uma trama apenas. A mãe e o círculo de amigos dela criam uma expectativa errônea do namoradinho da Miriam, o que acaba deixando ela mais confusa ainda, com isso, mais cenas dela parada refletindo com cara de aérea (falarei sobre a protagonista daqui a pouco). Ao longo da história (Nem é tão grande assim) a menina vai tentando entender e aceitar esse preconceito mascarado das pessoas. O final é bem coerente com que foi abordado até então, nada de terminar de forma que normalmente vemos filmes desse tipo, mesmo que sem arriscar muito, finaliza bem.



Apesar de ter um roteiro simples e objetivo, na parte técnica temos uns probleminhas. Parte de ambientação, fotografia e direção estão bem decentes, lembrando que é um filme de um país que não é de grandes verbas para tal. Parte da montagem são um pouco bruscas as passagens de cenas e tem alguns furinhos de roteiro, parece fazer questão de não querer chocar, só abordando o preconceito de forma superficial. Tudo isso é até aceitável, mas as atuações são fracas e prejudicam demais o filme. A protagonista Dulce Rodríguez tem uma falta de carisma gigante, você tem sono vendo ela atuar, não sei qual foi o trabalho de casting, mas a garota é horrível atuando, não parece a vontade com o papel e isso prejudica um dinamismo que uma trama rápida e não profunda como essa precisaria ter, ainda mais que o longa é só ela em todas as cenas, não tem sub tramas ou qualquer importância minimamente relevante vindo dos outros personagens. Miriam Mente é uma história que realmente acontecia na época da internet sem chamada de vídeo e redes sociais atuais, que entrega seu objetivo de mostrar as camadas de preconceito, o problema é que essas camadas o roteiro não se aprofunda, fora que precisava de uma protagonista no mínimo mais animada. Apenas regular, não parece valer o esforço de alguma distribuidora brasileira investir nessa produção para exibir nos cinemas brasileiros, talvez para um Streaming.

https://www.instagram.com/parsageeks/https://sites.google.com/site/parsageeks/
   ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário