Destaques

Newsletter

sábado, 22 de setembro de 2018

Cinema 508# Um Pequeno Favor

Um Pequeno Favor (A Simple Favor)


Stephanie (Anna Kendrick, A Escolha Perfeita e O Contador) é uma jovem mãe viúva, certinha e prendada, quando seu filho  vira amigo do filho da sofisticada e misteriosa Emily (Blake Lively, A Incrível História de Adaline e Águas Rasas) uma grande amizade e confiabilidade surge rapidamente entre elas, mas o sumiço repentino de Emily, faz com que Stephanie fique perdida e querendo respostas sobre o que aconteceu, sua vida irá mudar como ela nunca imaginou, só que os mistérios desse desaparecimento somado a relação com o marido de Emily (Henry Golding) vão tornar esse suspense cada vez mais perigoso. História é baseada no livro homônimo de Darcey Bell e com a direção de Paul Feig (As Bem Armadas e Caça-Fantasmas), produção Lionsgate e distribuição nacional pela Paris Filmes.


Trailers, sinopses, cartazes e plots logo já me lembrou Garota Exemplar (um dos melhores filmes de 2014), mas para nisso aí, pois Um Pequeno Favor tenta de forma bem confusa e arrastada criar um laço de suspense que não cola direito e com furos previsíveis e atrapalhados sobre o andamento desse "grande mistério". O inicio é interessante pois consegue estabelecer as diferenças entre as protagonistas e como seria a dinâmica entre ambas, depois que entra na história principal, a medida que vão surgindo os acontecimentos, tudo vai ficando arrastado e cansativo, pois o roteiro opta por uma troca de papéis e deixa tudo confuso e sem impacto, insistindo em bater na tecla que algo muito surpreendente esta acontecendo, quando na verdade não, pois depois que tudo se revela, cai no mesmo e até a própria trama não consegue de forma satisfatória conduzir essa "reviravolta", deixando as motivações de Emily e Stephanie muito genéricas, fora que mostra o plot principal antes do fim o que deixa o ápice sem graça.


Na parte técnica, visualmente é limpo, ambientação e figurino das protagonistas chamam a atenção (estão muito bonitas)... aliás pôsteres, cartazes e tudo que envolve o marketing do filme é muito bonito, quanto as atrizes... Lively começa muito bem, você percebe sua evolução como atriz, mas quando sua personagem muda, ela não consegue entregar tão bem assim, já Kendrick ela tem uma personalidade própria e um jeito de atuar que realmente não caiu no meu gosto, ainda mais tendo que ser uma pessoa mais dura e decisiva, mesmo iniciando sendo ela mesmo, por fim, ainda temos durante na trama  a tentativa de esconder o que aconteceu a Emily e possíveis culpados (mas logo revela-se tudo) e um lance com Stephanie usando canal de YouTube dela que não parece natural dentro da história oferecida, esperava bem mais do que foi mostrado, o longa tem duas horas, mas terminei com a sensação que tinha três, realmente ficou muito longe de um Garota Exemplar no que diz respeito a qualidade de roteiro e direção, apesar de uma boa parte visual (que na verdade parece mais um desfile de moda que roteiro) e tecnicamente tirando edição (confusa) nada muito ruim nesse quesito, no geral regular, decepcionante pelo que prometia, ainda vou lê o livro que ganhei da Paris Filmes para saber se ficou assim tão abaixo da média também o original.

(Filme nota 2/5)
Visto em Cabine de Imprensa
Autor: Alan David

Parceiros do nosso Portal

ParsaGeeks no Youtube/Facebook/Instagram/Twitter
https://www.youtube.com/channel/UChJJDLVik7gCCMVZrLcGb4whttps://www.facebook.com/parsageekshttps://www.instagram.com/parsageeks/https://twitter.com/ParsaGeeks
____________________________________________________________________

   ____________________________________________________________________
 dúvidas, sugestões e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks