quinta-feira, 28 de julho de 2022

Crítica Cinema | Minions 2: O Origem de Gru

(Divertido na medida certa)


Ambientada nos anos 1970, a nova trama mostra o começo de tudo, com Gru (Voz original de Steve Carell, no Brasil, Leandro Hassum) ainda criança e antes de se tornar um supervilão. Ao tentar, sem sucesso, fazer parte do clã de vilões mais famosos do mundo... O Sexteto Perverso, onde Gru e seus fiéis minions se envolvem em uma missão arriscada ao roubar uma pedra valiosa. Em uma confusão, Otto troca a valiosa pedra por uma pedrinha de estimação, isso quebra a confiança do ainda mini vilão com seus ajudantes amarelinhos. Elenco de dubladores originais ainda conta com Pierre Coffin, Alan Arkin, Taraji P. Henson, Michelle Yeoh, Julie Andrews, Russell Brand, Jean-Claude Van Damme, Dolph Lundgren, Danny Trejo, entre outros. Direção de Kyle Balda, Brad Ableson e Jonathan del Val. Produção Illumination e distribuição da Universal Pictures. Estreia nos cinemas brasileiros em 01 de julho de 2022. Para o trailer, clique aqui.

Minions 2: A Origem de Gru (Minions: The Rise of Gru)


Que os Minions são uma mina de ouro em merchandising é indiscutível, a Illumination tem em mãos um dos maiores ativos para licenciados do mundo... os criadores deles merecem uma estátua na porta da empresa, pois não tem quem não conheça os amarelinhos que falam engraçados surgidos em Meu Malvado Favorito. Então a ideia de filme solo deles era mais do que natural, o problema é que no primeiro longa de 2015... ficou enjoativo uma hora e meia de babanaaaaa... badukaaaaa... e tal. Esse segundo inseriu (inclusive no título) o grande nome da franquia, o Gru, ele faz a roda girar de forma mais orgânica, e então, dividindo tempo de tela com os ajudantes amarelos, ficando menos cansativo, além do que... Gru é o protagonista e com mais tempo de tela mesmo não sendo seu título principal... A história toda é baseada na busca dele em ser o vilão perfeito, em paralelo, os Minions tem sua jornada para encher linguiça e ajudar no final o mini-chefe deles que está enrolado com o Sexteto Perveso, devido a problemas causados por um dos próprios amarelinhos (Otto). Nesta jornada, temos um novo personagem, Wild Knucles, onde acontece uma dinâmica entre ele e o Gru, coisa de mentor e pupilo... sem esquecer das várias referências para quem acompanha a obra original, Meu Malvado Favorito. Dito isso, toda a narrativa é bem leve, capricha no humor e o trabalho no desenvolvimento da história é bem mais elaborado que no primeiro longa.


Apesar de simples, tudo segue bem distribuído, inclusive a cena inicial é com o Sexteto Perveso, isso serve para explicar a importância deles mais à frente. A relação de Gru e seus comandados, depois com o Knucles, assim como o ato final... é bem feito, dentro do humor característico da franquia e sabendo que é voltado ao público infantil, mas com um conteúdo que também agrada os adultos, pois é tudo muito colorido, sem nenhum extra que não seja o foco em divertir e agradar, pode não ser aquela baita trama, mas é funcional. A forma técnica de animação, como cores e sons... é tudo bem caprichado, claro que fazer um monte de minions não é aquela complicação, mas os principais, Kevin, Stuart, Bob e Otto são bem desenhados e com expressões convincentes, já as suas jornadas... não são tão evolutivas como do Gru, mas servem para justificar ser o segundo filme “solo” deles, sendo principalmente a parte de treinamento para resgatar o mini-chefe... a mais sonolenta, só que nada tão ruim assim. A dublagem brasileira é boa, normalmente atores conhecidos da TV não são bem vistos em dublagem (Mion em Lightyear que o diga) só que o Leandro Hassum é consolidado na voz do Gru, isso conta muito, além de todo trabalho na entonação, porque aqui nesse filme, o personagem ainda é uma criança... e a coisa vai seguir em paralelo com a franquia principal, pois fica claro que ainda terá mais aventuras dele ainda jovem com seus amarelinhos ajudantes engraçadinhos. Minions 2: A Origem de Gru não inventa... oferece a simples e divertida proposta de entreter as crianças, e que acaba acertando nos adultos também. Existe uma grande melhora em relação ao primeiro filme, isso traz uma experiência mais tranquila... sendo um bom momento de lazer assistir personagens que se consolidaram na história das animações nos cinemas.

Imagens fornecidas pelas assessorias ou retiradas da internet para divulgação/Biografias usadas são da IMDB.
  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: contato.parsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

G13 Advertising

Publicidade

ParsaGeeks

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks