Destaques

sábado, 4 de dezembro de 2021

Crítica Cinema | Vigaristas em Hollywood

(Veteranos também tem boletos para pagar)


No universo do longa, o produtor de cinema Max Barber (Robert De Niro) tem uma grande dívida com o chefão da máfia Reggie Fontaine (Morgan Freeman), tudo por conta do fracasso de seus últimos lançamentos. Ao notar que sua vida corre perigo, o produto tem uma ideia de gosto duvidoso para ganhar um dinheiro e salvar sua pele: organizar um crime para receber o prêmio do seguro. O contratado como isca foi o velho ator Duke Montana (Tommy Lee Jones). E a equipe? Um desastre. As reviravoltas da história e as armadilhas são o grande destaque e tornam essa comédia ainda mais divertida. Elenco ainda conta com Zach Braff, Emile Hirsch, Kate Katzman, entre outros. Direção de George Gallo. Distribuição nacional da Paris Filmes. Estreia nos cinemas brasileiros em 02 de dezembro de 2021. Para o trailer, clique aqui.

Vigaristas em Hollywood (The Comeback Trail)


Essa comédia estrelada por três veteraníssimos de Hollywood traz um estilo escrachado, com pitadas de faroeste (Já que a trama gira em torno da produção de um filme desse gênero) e situações engraçadas que não se espera ver nos dias de hoje com atores das idades do DeNiro (78), Freeman (84) e Jones (75). O protagonista é o personagem Max (DeNiro), um escritor de filmes que está muito em baixa, mas tem um apego máximo por um roteiro que ele escreveu... E por ser um cara todo enrolado, ele deve muito dinheiro para o perigoso Fontaine (Freeman) e depois de alguns acontecimentos iniciais... ele tem a ideia de gravar um longa falso para que o já para lá em fim de carreira Duke Montana (Jones) possa morrer em cena (Que ninguém da equipe de filmagem, nem seu sobrinho sócio sabe desse plano) e ele receber um seguro milionário que vai resolver seus problemas financeiros. Basicamente é só isso, ao longo da narrativa, Max vai tentando causar acidentes para matar sua estrela, claro que isso dita o ritmo do humor. Engraçado ver atores como esses em situações pastelões. A cada plano, tem um trabalho ali a ser elaborado, só que lá para a terceira, quarta tentativa... já perde a novidade, ficando repetitivo. Tem umas cenas divertidas com um cavalo que vale a pena destacar... E todo esse bolo de situações leva a um final decente, e servindo como homenagem a esses três ótimos atores.


Que o roteiro trabalha melhor o DeNiro... é óbvio pela quantidade de situações que o exige fisicamente... fica parecendo que ele é bem mais jovem que os seus companheiros veteranos. As interações do seu personagem com seu sobrinho (Zach Braff) e um cavalo cheio de personalidade, são os pontos fortes. Tommy Lee Jones também tem um bom tempo de tela, mas parece está bem debilitado, mesmo sendo o mais novo do trio... haja cenas com dublês. Morgan Freeman interpreta um gangster bem interessante, só que também não tem mais a saúde de outrora para um melhor dinamismo. A direção consegue conduzir as cenas como se fosse esquetes, praticamente isso, a cada uma, leva a uma finalização de humor escrachado... Para depois deixar as coisas andarem sem grandes interesses no finalzinho. Vigaristas em Hollywood traz veteranos em situações engraçadas e com um carisma dos personagens que consegue tirar algumas risadas ou pelos menos uma boa simpatia por tudo que é apresentado em cena.

Imagens fornecidas pelas assessorias ou retiradas da internet para divulgação/Biografias usadas são da IMDB
  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: contato.parsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks