Destaques

Newsletter

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Crítica Cinema | O Grito

(Sem novidades
By Eliane Cekenda


Sinopse: Em uma casa, uma maldição nasce após uma pessoa morrer em um momento de terrível terror e tristeza. Voraz, a entidade maligna não perdoa ninguém, fazendo vítima atrás de vítima e passando a maldição adiante. Nisso entra a detetive Muldoon (Andrea Riseborough) que além de lidar com uma tragédia recente, ela ainda vai se envolver nessa história maligna. Elenco ainda conta com Demian Bichir, John Cho, Betty Gilpin, entre outros. Direção de Nicolas Pesce Distribuição nacional da Sony Pictures. Estreia 13 de fevereiro de 2020. Para assistir ao trailer, clique aqui.

O Grito (The Grudge)


O longa lançado em 2020 vem depois da trilogia lançada em 2004, 2006 e 2009. Os personagens são diferentes, mas a maldição continua a mesma. Filme dirigido por Nicolas Pesce, conhecido por dirigir Os olhos da minha mãe – 2016 e Piercing – 2018. A história se passa entre 2004 e 2006. O filme tem três linhas de tempo, as histórias vão se encaixando, mas o final é previsível. Tem os sustos de sempre. Faltou inovação.


A trilha sonora ajuda a compor o visual sombrio. Existem alguns bons sustos, mas não deixa de ser clichê. A interpretação de Andrea Riseborough como a jovem detetive merece destaque, conseguindo ser bem convincente como mãe solteira tentando conciliar o serviço e resolver um caso assombrado. O Grito não tem mais a inovação do primeiro, espíritos vingativos já apareceram em outros filmes, então perde um pouco do impacto.


Obs.: Biografias de atores e filmes IMDB. As imagens foram disponibilizadas pela assessoria da distribuidora do filme.
  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: contato.parsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks