Destaques

Newsletter

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Crítica Cinema | Os Miseráveis

(O velho cenário de Montfermeil
By Juliana Cristina


Sinopse: Stéphane (Damien Bonnard) acaba de transferir-se para o Esquadrão Anti-Crime de Montfermeil e é colocado na equipe de Chris (Alexis Manenti) e Gwada (Djibril Zonga). Já em seu primeiro dia de trabalho, Stéphane tem de lidar com os conflitos intensos entre gangues, além da maneira não convencional de trabalho de seus parceiros. O filme é dirigido por Ladj Ly e distribuído nacionalmente pela Diamond Films. Estreia 16 de janeiro de 2020. Para assistir ao trailer, clique aqui.

Os Miseráveis (Les Misérables)


O francês Os Miseráveis (Les Misérables), dirigido Ladj Ly, é um drama político que exibe imenso potencial em relação à crítica, tendo sido indicado ao Globo de Ouro e Oscar 2020 de Melhor Filme Estrangeiro, além de vencer o Prêmio do Júri do Festival de Cannes. Montfermeil, subúrbio parisiense no qual se passa o longa-metragem, é o mesmo local que serviu como cenário para a obra de Victor Hugo (a qual o filme faz alusão em seu título). Infelizmente a referência à obra clássica não vai muito além disso. E, para aqueles que conhecem a história, não é possível reconhecer muitos pontos em comum, nem sequer em algum dos personagens que poderia demonstrar atitudes um pouco mais “heroicas” ou altruístas, tais como as de Jean Valjean – protagonista de Os Miseráveis. Stéphane (Damien Bonnard), o protagonista de um dos dois núcleos principais do longa, até parece preocupar-se e indignar-se com as situações, mas faz pouco ou nada sobre isso. Além disso, todos os personagens, num geral, são retratados de maneira que não ultrapassa muito os limites da superfície, ou seja, não são exploradas muitas camadas psicológicas dos personagens, o que dificulta na criação de um vínculo com o espectador, tal como existe na história de Victor Hugo.       


Talvez a intenção de Ladj Ly tenha sido de trazer à tona as questões relacionadas a essa Paris marginal, cheia de contradições, violência, criminalidade e preconceitos, como quem esclarece e provoca uma tomada de consciência coletiva em relação à realidade. Visto que o diretor foi criado em Montfermeil, por isso sua visão a respeito dos acontecimentos e do cotidiano locais são bastante vívidas e fiéis à realidade. No entanto, a perspectiva tomada torna-se um tanto descritiva demais, a ponto de tornar-se fraca no sentido crítico e questionador. Assim, o drama funciona como uma espécie de recorte pulsante, como se quisesse mostrar a realidade de dentro para fora, mas de forma muito imediatista e muito fechada nos episódios vividos por Stéphane.  Os Miseráveis remonta a questão polícia versus sociedade sob a ótica do diretor Ladj Ly, influenciado por suas próprias vivências no subúrbio de Montfermeil.

Obs.: Biografias de atores e filmes IMDB. As imagens foram disponibilizadas pela assessoria da distribuidora do filme.
  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: contato.parsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks