Destaques

Newsletter

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

A coprodução 'Meu Mundial - Para vencer não basta jogar', com estreia dia 19 de setembro, divulga cartaz e trailer

(A maior bilheteria uruguaia dos últimos cinco anos entre as produções do país)


Meu Mundial - Para vencer não basta jogar, coprodução Uruguai/Brasil/Argentina, dirigido por Carlos Andrés Morelli, estreia dia 19 de setembro em circuito nacional. O filme é uma adaptação do livro infantojuvenil homônimo escrito por Daniel Baldi, ex-jogador uruguaio, com passagem por clubes como Bella Vista e Peñarol. Meu Mundial aborda a trajetória de Tito Torres (Facundo Campelo), rapaz de 13 anos, jogador extremamente talentoso, que começa a chamar a atenção da máquina financeira do futebol. A produtora é a La Gota Cine, com coprodução da Panda Filmes, do Brasil, Pensa & Rocca, da Argentina; da Coral Cine e U Films, do Uruguai, e com a participação TELE.


Meu Mundial, no Festival de Gramado 2018, teve ótima repercussão de público e levou o prêmio de “Melhor Ator” para Nestor Guzzini, na competição internacional. Em 2017, também participou dos festivais Work-in-progress Award, em Guadalajara FICG, ganhou três prêmios de desenvolvimento, da Market Premiere/Marché du Film, em Cannes, e fez sua Première Internacional no Busan FF, da Coréia do Sul. Em 2018, também esteve presente no Festival de cine Global, Republica Dominicana; no Festival Internacional de Guadalajara; no Festival Internacional de Cartagena; no Miami International FF MIFFECITO; na seleção oficial do Chicago Latino e no Stockolm International FF Junior, onde ganhou prêmio especial do júri. Foi premiado no Zlin International FF e continuou a participar em festivais em vários países no mundo todo: esteve no Festival Futbol Cine no México; nos Estados Unidos no LaLIFF; no FICS- Festival de Santander na Colombia; no Sydney Latin American FF e no Cinekid FF na Holanda.

O filme mostra a história de Tito, um prodígio no futebol aos 13 anos, que vive uma pequena cidade no interior do Uruguai. Tito chama a atenção de um olheiro brasileiro que faz uma proposta tentadora para levá-lo a Montevidéu. Tito então tem a chance de seguir seus sonhos e tirar sua humilde família da pobreza. Quando Tito começa a ascender nas equipes de aspirantes, seus pais se veem confrontados com o dilema de continuar a exercer a autoridade sobre um garoto que agora é o real provedor da casa e que vê na bola o único sentido de sua vida, negligenciando estudos, sua família e sua primeira namorada. As seduções da fama no ambiente de preparação de um jogador cada vez mais competitivo e globalizado também são retratadas no filme. É preciso um acidente para trazê-lo de volta à realidade e fazê-loreconhecer o que é realmente importante na vida.



O protagonista, o jovem ator Facundo Campelo, foi "peneirado" entre juniores de equipes uruguaias, para garantir que pudesse executar em cena os lances futebolísticos. O livro Meu Mundial, escrito pelo ex-jogador de futebol uruguaio Daniel Baldi, foi publicado no Uruguai, Argentina, Peru, Paraguai, Bolívia, Espanha e México, ganhou o Gold Book Award e vendeu mais de 30.000 exemplares no Uruguai. A publicação traz no prólogo o célebre ex-capitão da Seleção Nacional do Uruguai, Diego Lugano, atualmente, trabalhando como executivo no time brasileiro São Paulo F C. A participação de Lugano se deve a sua amizade de muitos anos com o autor do livro, Daniel Baldi, que é ex-jogador de sua geração.

Financiado pelo Programa de Parceiros Audiovisuais de Montevidéu da Intendência Municipal, Meu Mundial - Para vencer não basta jogar terá sua versão de acessibilidade audiovisual; com audiodescrição para cegos e tradução para Língua de Sinais Uruguai (LSU) e legendas para surdos. O filme tem financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual – FSA, do Brasil e pelo Programa IBERMEDIA.

Panda Filmes: Fundada em 2002 em Porto Alegre, Panda Filmes é uma produtora de conteúdos audiovisuais que tem se caracterizado como uma das empresas brasileiras com mais filmes realizados em coprodução internacional. Já atuou como coprodutora majoritária ou minoritária com onze diferentes países, da França a Argentina e deverá, em breve, incorporar mais quatro novos parceiros internacionais: Costa Rica, Chile, Peru e México. Possui um repertório de 19 longas-metragens e 5 séries de TV, além mais oito filmes e séries em seu line-up para os próximos 3 anos.

Bretz Filmes: A Bretz Filmes, iniciou as atividades em 1990, atuando no mercado de vídeo como distribuidora e representante das principais empresas. Em 2011, a Bretz Filmes iniciou sua atuação nacional e internacional, passando a adquirir filmes nacionais e estrangeiros para distribuição própria em cinema, vídeo, televisão e VOD, especializando-se na distribuição de documentários e filmes de autor. A partir de 2015, a Bretz Filmes se voltou para o mercado de cinema nacional e independente, lançando títulos como: Woody Allen, O Cavalo de Turim,Nostalgia da Luz eAnother Year. Mais recentemente, foram lançados os filmes brasileiros e independentes Gabriel e a Montanha, On Yoga,Cézanne e eu, dentre outros.

ELENCO
TITO ………….  Facundo Campelo
RUBEN ……… Nestor Guzzini
ROLANDO …… Roney Villela
FLORENCIA …… Candelaria Rienzi
MARISA ………… Veronica Perrotta
FRANCISCO …… Cesar Troncoso

FACUNDO CAMPELO é TITO
Nascido e criado em Montevidéu, Facundo é um jogador de futebol muito dedicado como seu personagem. Ele foi escolhido dentre um grupo de mais de cem jovens candidatos para interpretar o papel principal do filme. Ele foi encontrado jogando na liga júnior do Wanderers Soccer Club local.

CANDELARIA RIENZI é FLORENCIA Nascida em Montevidéu, no Uruguai, trabalha em comerciais desde os 5 anos de idade. Por seu trabalho na televisão, ela foi indicada ao prêmio de Melhor Novo Ator, por seu papel em “Bienes Gananciales”, uma produção do Canal 10 do Uruguai em 2013. Através desta série, ela participou do Metro Theater e foi homenageada pela Escola Cervantes. A escola na qual ela é estudante. Ela participou do longa “Adicciones”, série que recebeu o Prêmio Iris. Trabalhou na série de TV “Parentela” com Manuela Da Silveira e em “Hola Vecinos”.

NESTOR GUZZINI É O PAI DE TITO
Nascido em Montevidéu em 1973, Nestor sempre quis ter uma carreira nas artes. Aos 16 anos, ele se juntou ao Antimurga B.C.G. Desde 2002, ele participa de projetos de TV, rádio e cinema, principalmente interpretando personagens de comédia. Depois disso, ele entregou papéis de liderança premiada nos recursos como "Tanta Agua" (2013), "Mr. Kaplan” (2014) e“ Clever ”, entre outros. No Festival de Gramado 2018, levou o prêmio de “Melhor Ator” na competição internacional do festival brasileiro.

VERÓNICA PERROTTA é a MÃE do TITO
Ela é uma atriz e escritora uruguaia. Verônica tem um mestrado em roteiro pela UNA, Argentina. Já participou de vários filmes premiados, como: “La Espera” (2002), “Whiskey” (2004), “Acne” (2008), “Una Noche Sin Luna” (2014) e “Flacas Vacas” (2012) , que também é seu primeiro filme como roteirista. Em 2016, ela recebeu dois prêmios de Melhor Ator Feminino no Brasil: um prêmio Kikito por seu papel principal em “Las Toninas Van Al Este”, um filme que ela codirigiu com Gonzalo Delgado, e um prêmio Redentor de Melhor Atriz por seu papel em “Mulher do Pai” (2017) no Rio International Film Fest. Seu trabalho foi publicado na França, México e Cuba e ela recebeu vários prêmios de literatura do Ministério da Cultura do Uruguai.

CÉSAR TRONCOSO é PAI E TREINADOR DE FLORENCIA
Nascido no Uruguai em 1963, Cesar iniciou sua carreira no teatro. Aos 40 anos, depois de aparecer em dezenas de produções teatrais, estreou no cinema. Ele fez algumas performances inesquecíveis, como o seu papel em “El Baño del P a p a” (T'e P o p's To I l e t), e “Norberto Apenas Tarde”. Além de seu Uruguai natal, ele é mais conhecido por seus papéis em “XXY” (Argentina) e “Infância Clandestina” de Lucia Puenzo, além de uma longa lista de filmes brasileiros, incluindo “Hoje” de Tata Amaral, “Faroeste Caboclo” de Rene Sampaio, “Elis” de Hugo Prata, entre outros. Mais recentemente, na TV, participou no Brasil em "Flor do Caribe" e "Supermax Internacional" da TV Globo, bem como HBOs. “El hipnotizador”, Cesar recebeu vários prêmios na Argentina, Brasil, Chile, França e Uruguai.

RONEY VILLELA
Ator e diretor de teatro brasileiros, nascido em 1963. Seus primeiros papéis no cinema foram para nos longas “A Menina do Lado” e “Um Trem Para as Estrelas” (1987). Desde então, já se apresentou em mais de 30 filmes e séries de TV no Brasil, tanto em produções independentes quanto em grandes projetos da TV Globo. Seu papel em "Meu Mundial" é seu primeiro fora do Brasil.

DIRETOR - CARLOS MORELLI
Cineasta e roteirista do Uruguai. É bacharel em cinema pela Universidade ORT (Uruguai) e mestre pela ESCAC (Espanha). Ele é um ex-aluno da.Berlinale Talent Campus. Entre outros reconhecimentos, ele ganhou um Scriptwriting Award do Instituto Mexicano de Cinema (Imcine) e uma bolsa do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico. Fez mais de 10 curtas-metragens, entre os quais o ganhador do “Warisover”, o Prêmio Arte-Short Film no Festival de Hamburgo, “Meu Mundial” é seu primeiro longa. Com seu roteiro “Many Happy Returns”, um projeto produzido pela ZDF, ele ganhou o Kuratorium Junger Deutscher Film Fund e o Normedia Film Fund (Alemanha). O filme foi produzido por Weydemann Bros.GmbH (Alemanha).

Premier Nacional. 40 Filmfestival Max Ophüls Preis. Competicção Oficial (Alemania 2019) e Premier International: 22 Shanghai Int. Film Festival. Competicção Oficial (China 2019)

PRODUTORA LUCÍA GAVIGLIO
Lúcia produz conteúdo audiovisual desde 2003. Sua experiência inclui trabalhar para canais de TV públicos e privados, publicidade e cinema. Ela fez parte da equipe de produção do Coral Cine até 2010. Ela é uma participante ativa do setor, frequentemente atendendo a mercados internacionais e como membro do conselho da ASOPROD e da EGEDA. Atualmente é diretora executiva da U Films, onde coproduziu e distribuiu filmes como “60km / h” (IDFA Official selection 2014), em 2015 distribuiu o longa argentino “Caidos del Mapa” e o documentário “Tus Padres Volverán”. Em 2016, ela lançou “Gilda, não me arrependo de amor” no Uruguai. O filme é uma coprodução com o Room 1520 da Argentina. Produziu “Meu Mundial”, dirigido por Carlos Morelli. Os documentários “Blanca Luz” e “La Estrella”, o longa de estreia de Nico Branca e Tincho Barrenechea, estão entre seus projetos atualmente, em desenvolvimento.



Coprodução: Uruguai/Argentina/Brasil
Língua original: Espanhol-Português
Duração do filme: 01:41:55
Classificação 12 anos

FICHA TÉCNICA
Roteiro e direção: Carlos Morelli (Baseado no livro “Meu Mundial” de Daniel Baldi).
Colaborador no Roteiro: Martín Salinas
Produtora: Lucía Gaviglio Salkind
Coprodutores: Beto Rodrigues, Tatiana Sager e Daniel Pensa
Coordenador de Produção: Inés Méndez Köncke
Diretor de fotografia:   Sebastián Gallo
Direção de Arte: Cristina Nigro
Assistente de direção: Diego Ferrando
Chefe de produção: Pedro Barcia
Produção de Arte: Belen Cirio
Elenco: Bruno Aldecosea, Ines Lage
Montagem: Santiago Bednarik, Carlos Morelli
Música Original: Hernán Gonzalez
Edição: Santiago Bednarik – Carlos Morelli
Trilha sonora: Hernán Gonzalez e Sergio Ribas
Editor de som: André Sittoni
Som Direto: Guto Keller
Figurino: Mariana Dosil
Maquiagem e cabelos: Luciana Díaz

Uma produção de Lucía Gaviglio Salkind/La Gota Cine. Com coprodução com da Panda Filmes (Brasil) – Pensa & Rocca Producciones (Argentina) – Coral Cine (Uruguay) – U Films (Uruguay). Com a participação de La Tele. Produção executiva de Lucia Gaviglio, Daniel Pensa, Beto Rodrigues.

Companhias produtoras:
LA GOTA CINE (Lucía Gaviglio Salkind), PANDA FILMS (Beto Rodrigues – Tatiana Sager), PENSA & ROCCA (Daniel Pensa – Miguel Rocca), CORAL CINE (Andrés Varela – Sebastián Bednarik), U FILMS (Lucía Gaviglio Salkind – Virginia Hinze) com a participação da TELE.


 ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks