Destaques

Newsletter

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Crítica Cinema | O Rei Leão

(Continua bom, mas dessa vez não encantou)


Sinopse: Na África, todos os animais saúdam o nascimento do filho de Mufasa (James Earl Jones) e Sarabi (Alfre Woodard). O pequeno Simba (JD McCrary) tem como legado ser o rei das selvas, mas tudo isso vai mudar drasticamente devido a inveja do irmão do rei, Scar (Chiwetel Ejiofor) tem um plano para acabar com essa harmonia entre os animais e tomar o trono ao lado das mortíferas hienas. Com isso, a jornada de Simba terá que seguir para o destino do qual ele nasceu, mesmo após chegar à vida adulta (Donald Glover). Nessa caminhada terá ajuda da sua amiga Nala (Beyoncé) e duas figuras bem peculiares, Timão (Billy Eichner) e Pumba (Seth Rogen). Elenco de dubladores originais ainda conta com John Oliver, John Kani, entre outros. Versão realista de um dos maiores sucesso das animações de todos os tempos chega aos cinemas com direção de Jon Favreau, com produção e distribuição da Disney.

O Rei Leão (The Lion King)


Criar uma versão realista de uma das animações mais amadas já feitas... com personagens, músicas e cenas icônicas não é uma das tarefas mais fáceis. Esse novo 'O Rei Leão' nem é um Live-action, e sim uma versão realista, tudo computadorizado de forma a deixar o mais possível da vida real, com isso, a parte visual tem que casar perfeitamente com a dublagem, uma combinação que não pode deixar a desejar, pois estamos falando da jornada de Simba, protagonista de um dos longas animados mais incríveis já criados para os cinemas. Não tem como deixar de comparar com o original, durante essa nova versão muitas vezes você se perde na memória afetiva, pois cenas, letras das músicas e até as falas você já sabe de cór. Sua mente muda aquela fotografia realista para tudo colorido e animado, pois aquilo o transporta para o inicio dos anos noventa, daquelas fitas verdes em VHS características da Disney que saíam nas locadoras, esse sentimento nostálgico a história entrega bem, você fica esperando as partes mais importantes, canta junto em pensamento, nisso o longa consegue ser presente, mas temos que analisar outros fatos que fazem de uma obra cinematográfica ser uma experiência completa entre ações que envolve roteiro, atuações e o visual... Principalmente quando se fala de uma adaptação de 'O Rei Leão'.


Não existe spoiler, pois todos estão cansados de saber do que se trata esse filme, então se prepare para a cena inicial de apresentação do Simba aos animais ser algo beirando ao surrealismo de sensacional, arrepia e dá uma esperança que teremos algo visualmente de uma qualidade assombrosa como nunca visto. Essa sem dúvida e infelizmente indo a um outro ponto de vista, a melhor coisa do longa. Sobre a trama, é igualzinho ao original, existe uma mudancinha aqui ou ali, nada que altere o rumo da história, uma esticada em cenas que foram mais rápidas no original, mas para quem tinha expectativas de vemos algo a mais da animação (Devido essa versão ter vinte minutos a mais) pode esquecer, não terá nada que você não tenha visto no longa animado dos anos noventa. Antes de falar sobre como ficou o visual "realista" de Simba e dos outros animais, existe outros pontos a serem explorados. A emoção passada dos acontecimentos que já sabemos como a morte de Mufasa, o encontro com Timão e Pumba, além da parte final, não tem o mesmo impacto claro, mas dessas com certeza a que mais decepciona seria a morte de Mufasa, devido aos efeitos em movimentos terem certos problemas, ficou sem a emoção necessária, mas em um contexto geral, a jornada do herói está bem contada, mesmo quem nunca assistiu ao original vai entrar naquela aventura, nisso por estar igual da animação... consegue ser bem estruturado. Outro ponto antes de entrar nos efeitos visuais, seria o tom das cenas mais pesadas ou cômicas, já que é uma emulação da animação que já na época tinha assuntos como mortes em seus temas... Tudo são contrapontos, o que envolve o Scar e as hienas é escuro e pesado, apesar de segurarem na violência, até mais que no original... E tudo que envolve a duplinha Timão & Pumba é colorido e leve, esse consegue se manter ou até um pouco além do que na versão animada, por isso consegue se sobressair dos outros temas abordados da trama em geral.


Visualmente no sentido de ambientação, fotografia e cores não tem do que reclamar, uma clareza de tons muito bem feitas. O problema é outro, pois a movimentação deixa a desejar, em cenas de correria, combate e tudo que envolve uma locomoção rápida dos personagens ficaram abaixo do esperado, muito disso devido à falta de física de atrito nos animais, não parece ter peso em muitos momentos, fica artificial os contatos de patas com o chão. E ainda dentro de um contexto de rápidas ações temos uma confusão em tela em algumas partes (Tem uma cena de fuga dos pequenos Simba e Nala que você não enxerga direito o que acontece ali). Isso acaba respingando na dublagem, pois a movimentação labial fica comprometida, percebe-se uma queda de qualidade em frames acelerados, coisa que não vemos na cena inicial, fica evidente que capricharam no começo para dar o impacto emocional e depois abaixaram o CG para contar com uma dublagem original muito boa e na sensação nostálgica, confiando nas boas lembranças do público da animação original, pois ao rever toda a história de Simba, Mufasa e etc... quando você sair do transe da memória afetiva, começa a reparar realmente do que tem em cena e percebe algumas coisas estranhas e não naturais. Outro ponto, a criação dos animais, pois além desse problema de velocidade, do focinho para cima falta expressão na maioria dos personagens, não parece ter vida, fica estranho, como se fosse pelúcias. E fechando essas partes mais técnicas, temos uma confusão visual grande em outros momentos de aglomeração... Exemplo, nas cenas com as Leoas, tendo Nala como uma dos personagens principais, você não consegue diferenciar quem é quem ali, você pode falar "Uma versão realista, queria o que?", mas convenhamos, são animais que falam nossa língua, que vivem em comunidade com leões e alguns cantam 'Hakuna Matata'... O realismo passa longe ai, nisso o longa se perde legal. Se a pessoa nunca assistiu o original, vai achar tudo muito esquisito, pois não tem a memória afetiva para suavizar as coisas. Essa parte técnica fica claro que precisava de mais um tempo de renderização e outros efeitos para dar o tom "Selva real" de forma mais satisfatória, poderiam segurar em mais um ano e melhorar nesse quesito, pois a Disney lançou tantos filmes nesse primeiro semestre (Capitã Marvel, Dumbo, Vingadores: Ultimato, Aladdin e Toy Story 4) que poderia adiar um pouco para trabalhar melhor essas características do filme.


A dublagem original (Assisti em sessão para jornalista em versão legendada) está muito boa e trás a emoção que precisava, a voz do Mufasa com James Earl Jones, além de todos os outros atores está impecável, no que diz respeito a parte deles, nenhum decepciona. Assim como as músicas que estão ótimas, aliás, a trilha sonora não tem do que reclamar, O Rei Leão tem músicas incríveis. Não vi a versão dublada, então não tenho como opinar, mas o pouco visto em divulgações, no quesito dos personagens, não vi nada que prejudique tanto assim. Fechando o "ciclo", a direção de Jon Favreau não tem muitos méritos, pois a mesma história foi contada de novo, então ele só leva alguns créditos na direção dos atores que dublaram no original e no contraponto disso pecou de não ter um melhor acabamento nesse "Realismo" no que se propôs essa nova versão do clássico animado. O Rei Leão tem uma história sensacional, assim como uma dublagem e trilha sonora impactante, nisso mantém a qualidade do seu original. O diferencial que seria a tal adaptação visual e real, faltou mais capricho em alguns pontos técnicos, então no geral, entrega uma boa experiência, só que muito longe de encantar novamente, isso não invalida a animação que continua guardada nos corações de quem assistiu, mas o que foi entregue agora foi só uma boa homenagem que poderia ter sido melhor.


  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks