Destaques

Newsletter

quinta-feira, 21 de março de 2019

Crítica Cinema: A Cinco Passos de Você

(Drama romântico juvenil em doses maiores do que deveria ser)


Sinopse: Stella Grant (Haley Lu Richardson, Fragmentado) é uma jovem de dezesseis anos que sofre de uma doença terrível chamada 'Fibrose Cística', ela passa a maior parte do tempo em um hospital especializado em prol de tratamentos para esse enfermo. A garota tenta levar essa situação da melhor forma possível, ao conhecer o jovem Will Newman (Cole Sprouse, Riverdale) que também tem a doença, mas em uma condição mais terminal que a dela, um amor nasce em meio a esse problema, mas o fato de ser algo infeccioso de um doente para o outro, eles precisam manter certa distância, senão pode agravar demais e poderão morrer caso haja o mínimo contato físico. Elenco ainda conta com Moises Arias (Hannah Montana), Parminder Nagra, entre outros. Direção de Justin Baldoni. Distribuição nacional pela Paris Filmes.

A Cinco Passos de Você (Five Feet Apart)


Filme adaptado do livro homônimo de Rachael Lippincott, com Mikki Daughtry e Tobias Iaconis. A narrativa tem como propósito mostrar o que é essa doença 'Fibrose Cística' e dar uma dimensão da barra que é para a pessoa que contrai algo tão incomum e complicado de curar, além disso, mostrar peculiaridades do tratamento, assim como que na medida do possível dentro das enormes limitações desses pacientes, ter uma vida menos sofrida. Claro que como um romance literário com jovens, uma história de amor se torna o plano principal, só que isso será comentado mais abaixo. Aqui fica a proposta de divulgar algo que muita gente nem imaginava que existia e faz muitas famílias sofrerem. Não entrarei no mérito de explicar a doença, pois eu mesmo pouco sabia até então, para saber mais acessem unidospelavida.org.br. Independente de como o filme venha a funcionar como produção cinematográfica, só de tocarmos nesse assunto, já é algo que ajuda a divulgar e nisso é ponto para o longa, livro e todos os envolvidos em A Cinco Passos de Você.


A trama tem um andamento bem objetivo, primeiro é nos apresentar a doença e as formas de tratamento através da Stella, depois com a entrada do Will, ainda dá uma expandida, mas já misturando com romance adolescente... E no ato final, isso fica evidente e muitas coisas à partir disso não tiveram impacto necessário por focar em namorinho... Pois seu inicio é bem cativante, já que Haley Lu (Stella) está muito bem, quando foca na doença e no que isso trás aos personagens, tem um peso, além de boas sacadas como o porque de A Cinco Passos de Você, a cena em que a protagonista explica isso, ficou criativa e bem desenvolvida. A medida que o fan-fiction vai aumentando em cima de algo grave como 'Fibrose Cística' tudo vai ficando mais estranho,  porque vai mexendo muito rápido (Esperava que se mantivesse por mais tempo, para dar peso quando fossem quebradas) nas regras impostas no próprio filme sobre os limites entre os pacientes e os cuidados a serem tomados, tudo em prol de um amor juvenil. Até uma cena bem trágica no inicio do terceiro ato, não consegue o impacto necessário devido a esse caminho escolhido. Até entendo ter essa relação, pois senão, seria bem pesado e melancólico, mas passou do ponto e acaba tirando aos poucos você de todo aquele envolvimento que o próprio longa teve o mérito de te colocar. A comparação com 'A Culpa é das Estrelas' fica inevitável, só que lá a dosagem foi melhor e o casal protagonista (Shailene Woodley e Ansel Elgort) conseguiu entender melhor os personagens e tinha a química que aqui faltou de um lado.


A historia se passa praticamente 100% dentro do hospital, percebe-se o cuidado em envolver você naquela ambientação e que os personagens estão adaptados ao lugar. A montagem é eficiente, apesar de que o ápice dramático do casal, ter ficado meio confuso e acelerado, mas até então... entrega bem. A trilha sonora da um plus as cenas. Sobre o elenco... Haley Lu Richardson está muito bem, ela desenvolve legal e trás uma força e simpatia, mesmo dentro da situação terrível em que a sua personagem se encontra, por isso o romance excessivamente forçado acabou ficando fora de tom do que ela era no longa até então. Cole Sprouse não entendeu seu personagem, tentou ser galã demais ou de puxar para o humor, mas acaba no meio termo, o rapaz é engolido pela Haley e deixa a desejar na dramatização que precisava, não tem uma cena que ele consiga sair do automático ou demonstrar que estava fazendo alguém com um estágio de doença muito pior que a protagonista, isso quebra a química deles. No mais, Moises Arias que fez o amigo da Haley que também tem a doença, ele sim, dentro do que precisa ser na história, consegue ir bem, assim como Parminder Nagra que era a enfermeira amiga e protetora daquela ala hospitalar onde se encontra os três jovens em que a história transita.  A Cinco Passos de Você consegue nos apresentar e conscientizar sobre uma doença que é pouco conhecida e de uma forma que não ficasse pesado na medida do possível, mas quando ao forçar demais uma relação amorosa juvenil, acaba perdendo um pouco da atmosfera criada até então e nos entrega mais do mesmo. Só que devido a primeira metade do filme, o assunto abordado e a sua protagonista... Consegue deixar tudo mais palatável e bom de assistir.
 

  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks