Destaques

Newsletter

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Resenha Séries: Crossover Arrowverse 2018: Elseworlds

Arrowverse: Elseworlds


Aconteceu no último domingo para segunda (16 para 17 de dezembro) no canal Warner aqui do Brasil mais um Crossover das séries da CW dos heróis da DC Comics (Arrow, The Flash, Lendas do Amanhã e Supergirl). Evento que acontece anualmente sempre nessa época do ano, mas dessa vez não contou com as Lendas que estão envolvidos nas aventuras deles. A trama seguiu por The Flash - Temporada 05 Episódio 09, Arrow - Temporada 07 Episódio 09 e finalizou em Supergirl - Temporada 04 Episódio 09. Batizado de Elseworlds, para compensar a falta da Canário Branco e sua equipe, a saga contou com Superman e Lois Lane...E ainda fomos apresentados à Gotham e a Batwoman da atriz Ruby Rose. Nessa trama um ser misterioso entrega um livro aparentemente muito poderoso para um professor frustrado com meta humanos e  com isso ele usa esse artefato e reescreve a realidade aonde Oliver Queen é o Flash e Barry Barry Allen é o Arqueiro Verde, a confusão gera discussão e vai parar na Terra 38 aonde se encontra a série da Supergirl (Para quem não faz ideia do que é esse Arrowverse, primeiro ele é chamado assim porque Arrow foi a primeira série  dessas da CW da DC (ainda tem Raio Negro que não se envolve no Arrowverse, mas está dentro desse Universo) e nisso existem 90 Terras diferente, assim como foi muito tempo nos quadrinhos DC). Supergil e Superman entram na história para ajudar a dupla Queen e Allen, coisa que vai parar lá em Gotham City aonde somos apresentados a Batwoman (Também quem não acompanha quadrinhos, não se assuste achando que é mudança de gênero, ela é cânone, prima de Bruce Wayne e nessa trama Batman existe sim, só está desaparecido antes mesmo dessa confusão do Elseworlds). A medida que tudo vai se desenvolvendo, os heróis percebem que algo bem maior está acontecendo do que um simples maluco com um livro mágico. Abaixo terá spoilers, pois não tem como falar sem mencionar o cerne da história, apesar de que as partes fan service não mencionarei porque elas não acrescentam nada que não seja uma simples homenagem. Se você já assistiu ou não se importa com spoiler ou nem iria assistir mesmo é só prosseguir, senão termina aqui e depois você volta, tem muito conteúdo legal para você lê aqui no ParsaGeeks.

 Arrowverse 2018 - Elseworlds (Contém Spoiler) 


A história já se mostra grandiosa logo de inicio para quem acompanhou os quadrinhos DC das antigas ou conhecem da história da editora. Pois vemos o Monitor, um ser poderoso e grandioso que procura heróis e até vilões que possam combater o Anti-Monitor que é tipo um Galactus da DC... Mas ao invés de devorar mundos, ele destrói Universos inteiros, pois na época assim como nas séries da CW, existiam várias Terras e a ideia era unificar tudo dentro de uma grandiosa saga que mudou os rumos da editora e virou um marco para a DC. Nas séries do Arrowverse tem esse mesmo problema, pois Flash e Arrow estão em um Universo, Lendas também, mas eles mexem muito com viagens no tempo, Supergirl está na Terra 38 e até Raio Negro não se sabe onde direito está situado. Elseworlds nada mais é que uma contagem regressiva para a Crise nas Infinitas Terras a maior saga já criada inclusive se contar a Marvel, pois eles dizimaram sem retorno com inúmeros heróis e mundos, nisso tivemos a morte da Supergirl e do Flash do Barry Allen (Esse que só voltou muitos e muitos anos depois, sendo Wally West o Flash durante esse tempo nos quadrinhos). Tudo é tão preparatório que ao final desse Crossover já foi anunciado que Crise virá em outubro do ano que vem, adiantando o que sempre eram esses encontros, resta saber se foi por cronograma ou irá durar mais episódios e se envolverá e tem que envolver Lendas do Amanhã e o Raio Negro, fora que já teremos a série da Batwoman como é do planejamento do estúdio CW (No Brasil passa na Warner, mas é produzido em outro estúdio). A impressão de que será reformulado, séries podem surgir e outras se encerraram... talvez Arrow tenha seu fim... Muito em conta pelo final misterioso e um pacto não mostrado entre Monitor e o Arqueiro Verde para destruir o livro mágico e salvar Flash e Supergirl que iriam morrer para tentar parar esse poder misterioso. Service está tão bem entregue que na cena final é apresentado também o Pirata Psíquico que será de grande importância do lado vilão da história e da solução da Crise. Aqui tudo não passou de uma preparação de terreno mesmo para algo gigante que está por vir em 2019 e o quanto o serviço de Streming da DC pode ser determinante para os rumos desse Arrowverse, pois a Disney acabou com as séries da Marvel da Neflix (Faltam sair Justiceiro Temporada 2 e Jessica Jones Temporada 3 que já estavam em produção pós anuncio do novo serviço de Streming da Disney) e vai lançar do jeito dela, mas a impressão que a DC Universe não será tão radical, já que ela vai lançar Titãs pela Neflix fora dos EUA, vamos aguardar...


Sobre Elseworlds... A parte Arrow e Flash foi o esperado... Cada um sendo como o outro. Barry ficando mais sombrio e sendo afetado pelas trevas do Oliver e esse ficando mais leve com os poderes e o ambiente que o Flash trabalha.  Indo para a Supergirl... ela está meio avulsa, pois fica ali lamentando as desavenças com sua irmã na série dela e só ao final que ela ganha do primo Superman a oportunidade de ser a única Super do seu mundo, já que aparentemente ao final dessa aventura, Superman deixa tudo na mão dela para ir morar com Lois que está grávida. Ambos estão indo morar em Kandor (Planeta aonde estão os Kryptonianos que escaparam da explosão de Krypton como a mãe da Supergil por exemplo), deu a impressão de um fechamento de arco do personagem, mas se terá uma Crise nas Infinitas Terras ele precisará voltar. Finalizando com Gotham City... Nela a ambientação está surpreendentemente boa no pouco que é mostrado, o nome do Batman e do Bruce Wayne é mencionado o tempo todo, a Batwoman não aparece muito e confesso que esperava mais da personagem, ela está muito presa a ficar falando do Bruce Wayne e sempre com Batman como foco de conversas, novamente, se vai ter a Crise das Infinitas Terras, além do Superman vai precisar do Batman também, claro que falta a Mulher-Maravilha, mas nesse Arrowverse, apenas Themyscira foi mostrado, não se tem nada sobre Diana, então não se sabe como vai funcionar e dá a impressão que ela não existe nesse Universo CW pelo menos por enquanto. Por fim tudo seguiu nessa pegada, sem grandes cenas, alguns fan services legais e fechou sem um grande impacto, tirando o mistério do acordo que Oliver Queen fez com o Monitor. Confesso que empolgou mais do que está por vir e não pelo que foi apresentado, tirando a parte que eles estavam em Gotham, isso foi legal, restante foi normal. Vale a pena assistir para ter uma ideia do que vai acontecer ano que vem e também os novatos de plantão terão Batman (menções), Gotham, Batwoman, Superman, Lois Lane e outras coisas que não temos nas séries regulares (Superman aparece em Supergirl durante as temporadas, mais pouco) e não ficaram tão perdidos no que está se passando com os heróis.

  ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks