Destaques

Newsletter

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Cinema 540# O Segredo de Davi

O Segredo de Davi


Davi (Nicolas Prattes) é estudante de cinema, seu jeito tímido e o seu hobby por filmar pessoas são uma forma de esconder sua verdadeira identidade. Davi guarda em si um instinto assassino que o faz um serial killer dos mais frios. Ele vai escolher suas vítimas por motivos ainda nebulosos e montará planos de se aproximar delas antes de eliminá-las, mas o seu hobby de filmar tudo que ele faz pode acabar o mandando direto para prisão. Elenco ainda conta com Neusa Maria Faro, Eucir de Souza, João Côrtes, entre outros. Direção e Roteiro de Diego Freitas, com distribuição Elo Company.


Antes de fazer uma análise sobre a produção em si... É louvável a iniciativa de fazer longa-metragem no Brasil fora dos estereotipo de comédias, aqui temos um suspense puxando para o terror, aonde temos um assassino serial killer que da forma dele (falarei mais a frente) vai acumulando vítimas, então já fica o elogio para esse tipo de história. Sobre a trama em si, temos Davi (Prattes) que é um personagem que já apresenta uma carga emocional bem forte logo de inicio, não sei se é muito do ator forçando o método ou do roteiro, pois o protagonista já aparenta uma raiva muito grande dentro de si, ao longo da história isso não muda muito, dentro de suas características seu personagem não tem um grande ápice de explosão, seu rosto já mostra feições bem perturbadoras, o que mescla bem no clima do filme, mas às vezes passa do ponto. A trama segue entre a vida normal de Davi e seus planos de assassinatos, a forma lenta com que ele planeja e executa, tira um dinamismo visto em longas assim, mas se você aceitar que é dentro de uma característica própria, até que funciona, apesar de quando muito lento alguns furos de roteiro ou de situações podem acontecer. Uma coisa interessante é que Davi tem seus problemas psicológicos claro, mas a todo tempo o roteiro bate em situações ambíguas que testam o espectador para saber o que é real ou delírio... E vai fazendo assim até chegar à sua conclusão, que é bem decente por sinal.


Direção de arte muito boa, a fotografia com tons e paletas de cores interessantes, a trilha sonora tende a puxar muito para algo que nem é tão suspense assim na hora, mas como a maioria de produções assim. O roteiro é praticamente Davi, os outros personagens estão ali para fazer a roda do protagonista girar mais rápido ou devagar dependendo da cena, destaque para Neusa Maria Faro. A parte das mortes que nem foram tantas, poderia ter um maior impacto, já que o assassino seguia uma linha de raciocínio de ódio, deveria ser mais pesado para dar o tom que o filme quer oferecer. Na coletiva de imprensa o diretor Diego Freitas disse que teve que cortar para se adequar melhor a faixa etária e entrar num consenso com os produtores, no mais, só faltou um antagonista, até para se justificar melhor o final, parecia que ia ter, até joga algo ali, só que mal feito, então nem o considero um personagem assim. Sobre o elenco, Nicolas Prattes foi bem, mas faltou sair um pouco do método em momentos de calmaria do Davi, já o restante do elenco compôs bem como coadjuvantes, pois cada um funcionou legal no que foi necessário, nada que chamasse muita atenção (exceção a Neusa). O Segredo de Davi trás uma perspectiva cinematográfica brasileira diferente, com uma trama de suspense aonde temos apenas um personagem brilhando e com coadjuvantes fazendo seus papéis no tempo certo, poderia ter mergulhado a fundo e desenvolvido melhor para que fosse Davi um serial killer marcante, mesmo assim entrega algo bem decente de assistir. Ficou Bom.

https://www.instagram.com/parsageeks/https://sites.google.com/site/parsageeks/
   ____________________________________________________________________
 Dúvidas, sugestões, parcerias e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks