Destaques

Newsletter

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Cinema 493# Bonnie e Clyde - Uma Rajada de Balas (1967)


Bonnie e Clyde - Uma Rajada de Balas (Bonnie and Clyde)


Clássico de 1967 uma história que se passa em uma época econômica complicada nos EUA, temos a história de Bonnie (Faye Dunaway) e Clyde (Warren Beatty), um casal que começa de forma atrapalhada a cometerem crimes, mas a medidas que seus delitos vão aumentando e mortes acontecem e ainda mais após ao acréscimo do seu irmão Buck (Gene Hackman) e sua esposa Blanche (Estelle Parsons) e o garoto Moss (Michael J. Pollard) ao bando, eles viram alvo da policia que não vai medir esforços para prende-los ou mata-los, um grande clássico do cinema que ainda conta com Gene Wilder (falecido em 2016 aos 83 anos) no elenco, com direção de Arthur Penn (falecido em 2010 aos 88 anos), baseado em fatos reais e vencedor de 2 Oscar (fotografia e coadjuvante para Parsons) Bonnie & Clyde é o retrato de uma época complicada e ao mesmo tempo o elo de um casal causou um grande transtorno e rastro de mortes para quem cruzou o caminho deles.


Um grande clássico que marcou época e estereotipou quando se falava de casal de elo muito forte seja para coisas boas ou ruins, principalmente em décadas passadas, quanto não se falava "casal Bonnie & Clyde" ouvia muito isso quando criança, também foi uma tendência em Hollywood que depois apostou muitas vezes em casais fatale assim, fora que se passa em uma época de recessão  e mesmo com falas não tão boas e as enormes limitações técnicas dos anos 60, consegue passar bem como eram as coisas, lendo sobre a história real, esse filme da uma aliviada, os crimes que acontecem aqui ou são sem querer as mortes ou legitima defesa, segunda documentado nem todas foram assim, além de envolver outros tipos de crimes, nesse longa a história segue bem desenvolvida pois temos os problemas do casal, além de relacionamento com os membros do bando que chegam depois que os protagonistas já estão bem estabelecido na trama, a parte policial e perseguição é bem falha, poderiam ter trabalhado melhor para dar o impacto final marcante, falando desse embate decisivo... é de uma violência que hoje você ficaria meio assim com a cena, imagina na época.


É muito difícil falar de edição pois eram épocas complicadas, que literalmente tinham que corta filme do rolo para editar, então é de se relevar, fotografia de meio faroeste é bonita, trilha sonora e efeitos sonoros são muito boas, as atuações são para o gasto, exceção a bela Dunaway e o casal cunhado deles (Hackman e Parsons) que estão muito bem no longa, temos uma jornada interessante, ainda mais quando se focava apenas no casal criminoso, no mais praticamente full datado, mas um dia quando tiver tempo de assistir algo antigo e que fez história ao contar de modo simples como um casal em pouco tempo se tornaram inimigos número 1 da polícia americana na época até que vale a pena... pois trazem uma história boa, apesar de alguns desenvolvimento falhos, atuações na média que ficaram ok e com parte sonora e visual que realmente impressionam por ser de 1967, gostei, tinha visto só uma vez em um Corujão da vida a muitos e muitos anos atrás, mas agora dentro do cinema, mesmo sendo 5 da manhã rs, foi bom de assistir.

(Filme nota 3,5/5)
Visto dentro do Noitão do Caixa Belas Artes
by: Alan David
Minhas Redes Sociais
https://www.facebook.com/alan.andrade.david  https://www.facebook.com/groups/150948592244879/?ref=group_header

ParsaGeeks no Youtube/Facebook/Instagram/Twitter
https://www.youtube.com/channel/UChJJDLVik7gCCMVZrLcGb4whttps://www.facebook.com/parsageekshttps://www.instagram.com/parsageeks/https://twitter.com/ParsaGeeks
       ____________________________________________________________________

   ____________________________________________________________________
 dúvidas, sugestões e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks