Destaques

Newsletter

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Cinema 454# Trama Fantasma

Antes, sessão tranquila no inicio da noite na Playarte Bristol, cheguei um pouco atrasado, perdi uns 10 minutos de filme, o que não comprometeu muito já que a duração foi mais de 2 horas, outra coisa é o preço do ingresso, quase 20 reais a meia, lá é o cinema que cobra mais caro por um filme 2D, finalizando, cheguei a 9/9 dos indicados a melhor filme no Oscar assistidos no cinema, desde 2013 (exceção a 2017) que eu assistido todos indicados nas telonas. 


Trama Fantasma (Phantom Thread)

Vamos ao roteiro do filme: Reynolds Woodcock (Daniel Day-Lewis, vencedor do Oscar 2013 por Lincoln) é um renomado e talentoso estilista dos anos 50, uma pessoa difícil de se lidar e com uma rotina rigorosa e morando com sua irmã Cyril (Lesley Manville) com quem está acostumado com o jeito dele, mas tudo muda quando Woodcock começa a se relacionar com Alma (Vicky Krieps), o que não quer dizer que ele irar gostar, filme tem 6 indicações ao Oscar 2018, incluindo filme, ator (De-Lewis), coadjuvante (Manville) e o diretor Paul Thomas Anderson (dirigiu Sangue Negro e Vício Inerente entre outros), filme da Universal Pictures.


Ao terminar de assistir o filme: Dos 9 indicados ao Oscar é o mais fraco e o que menos tem atrativos e dinâmica a oferecer, entende-se que a temática de um costureiro dos anos 50 não é de encher os olhos, mas a lentidão dele e a quase evidente proposta do longa ser chato são grandes, me lembra Lincoln com Day-Lewis que é um dos filmes mais sonolentos que há assisti nos cinemas, Trama Fantasma tem um ambiente clássico de falas mais elaboradas e na temática de um homem de rotina, talentoso na profissão e deficiente em lidar com ser humano que tem sua vida mudada por uma mulher não é nada original, mas o diferenciado é que ele reluta sobre isso o tempo inteiro, dando um final que te prende atenção e te faz refletir sobre o estranho casal, nada mais justo depois de te enrolar por 2 horas, a visão do diretor Thomas Anderson por protagonistas problemáticos (vide Sangue Negro e Vício Inerente) são bem feitas e conduzidas e claro que o ator ajuda muito, por isso ambos estão indicados ao Oscar, a trilha sonora agrada mesmo, até porque ela é essencial devido a tantas cenas em silêncio, tem qualidades, mas tem uma sonolência grande, só vale a pena se vc é cinéfilo ou conhecer todos os indicados no cinema, caso contrário, ingresso no Brasil está muito caro para investir em um longa que funciona mais individualmente em alguns aspectos do que no todo, apenas regular, vi qualidades, mas não a ponto de ficar tão interessante.


Assistido em: Playarte Bristol
Data: 25/02/2018
Filme nota 2,5/5 (Regular)


Acessem o canal ParsaGeeks no YouTube


Nos Siga também no Facebook/Instagram/Twitter

https://www.youtube.com/channel/UChJJDLVik7gCCMVZrLcGb4whttps://www.facebook.com/parsageekshttps://www.instagram.com/parsageeks/https://twitter.com/ParsaGeeks
       ____________________________________________________________________

   ____________________________________________________________________
 dúvidas, sugestões e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks