Destaques

Newsletter

domingo, 28 de janeiro de 2018

Cinema 445# The Post - A Guerra Secreta

Antes, sessão muito tranquila final de tarde no Caixa Belas Artes, só o ar condicionado que estava muito frio, estava congelando.


The Post: A Guerra Secreta (The Post)

Vamos ao roteiro do filme: A história real do jornal The Washington Post que liderados pela Kat Graham (Meryl Streep) que vai ter que lidar com as dúvidas de como seguir administrando o lugar após a morte do marido e também de abrir as ações da empresa para capital aberto, mas a chegada de uma bomba que são documentos sigilosos que provam que os EUA estavam mentindo sobre a Guerra do Vietnã faz com que ela pense no que é melhor para o nome do jornal, nisso com um editor chefe muito sagaz que vai fundo nessa história (Ben Brandlee (Tom Hanks)), mas as coisas complicam quando o concorrente New York Times é censurado pelo então presidente Nixon por começar a divulgar esses documentos, nisso uma movimento é feito para que a liberdade de expressão não seja calada e as decisões de Kat e Ben podem colocar o The Post para a história ou para a ruína, direção de nada mais nada menos que Steve Spielberg, contando ainda com os atores: Sarah Paulson, Bob Odenkirk e grande elenco, uma produção Fox.



Ao terminar de assistir o filme: Parece mais um Spotlight: O Inimigo Agora é Outro kkkk, no vencedor do Oscar de 2016 eram documentos e denúncias contra a Igreja e o papel dos jornalistas em divulgar essas histórias, aqui tem a atuação do Governo Americano na Guerra do Vietnã, ambas as colocações é o dever de dizer a verdade acima de tudo, mesmo ganhando inimigos políticos poderosos e as consequências que se tem quando bate de frente com pessoas influentes, mais uma vez é mostrar o papel da imprensa investigativa, tema que agrada demais a... imprensa especializada... e os americanos, quanto a história ela é boa, vai colocando o contra ponto entre a personagem de Streep que é uma mulher dividida entre o que fazer e ser aceita pelo que esta fazendo, também tem um pouco de superação feminina já que ela tinha assumido o jornal do marido e levantava muitas desconfianças de alguns diretores por ser mulher, por isso a personagem dela não é segura e imponente como vários que ela já fez, mostrou uma boa vertente da consagrada atriz indicada ao Oscar mais uma vez, quanto a Tom Hanks com jeito mais dinâmico e que chama atenção pelo seu personagem mais sagaz o que me agradou mais, a história é bem construída, consegue seu ápice, boa edição e da o tom que precisava principalmente nas decisões mais importantes, mas as coisas vão acontecendo muito rápido assim como em Spotlight,  joga de forma bem voraz quem é o lado bom e o lado ruim da história e o que deve ser feito, não é um roteiro vistoso, mas você tem a certeza de ter visto um filme bom mesmo, mas tendo alguns Deja-vu de Spotlight se você tiver assistido ele rs, claramente para ir para o Oscar, mas não leva porque tem dois fortíssimos candidatos que vem ganhando tudo nas premiações pré Oscar, no caso Três Anúncios para um Crime e A Fórmula da Água, dos 9 indicados, já vi 4 e o melhor ainda é Corra!


Assistido em: Caixa Belas Artes
Data: 27/01/2018
Filme nota 3,5/5 (Bom Mesmo)


Acessem o canal ParsaGeeks no YouTube


Nos Siga também no Facebook/Instagram/Twitter

https://www.youtube.com/channel/UChJJDLVik7gCCMVZrLcGb4whttps://www.facebook.com/parsageekshttps://www.instagram.com/parsageeks/https://twitter.com/ParsaGeeks
       ____________________________________________________________________

   ____________________________________________________________________
 dúvidas, sugestões e indicações: blogparsageeks@gmail.com

Comentários via Facebook

0 Comments:

Postar um comentário

Publicidade

ParsaGeeks

Instagram

© ParsaGeeks - Desbravando Filmes e Séries – Nossos Brindes de Cinema (NBC) Grupo ParsaGeeks